No dia 16 de setembro, às 17h, a ShapeBlue realizará um webinar de demonstração do Apache CloudStack em conjunto com o Grupo de Usuários CloudStack Brasil, mostrando todo o poder de processamento do melhor software de orquestração de infraestrutura em código aberto. O Apache CloudStack entrega uma verdadeira solução de nuvem IaaS que integra todos componentes essenciais utilizados para construir, implementar e gerenciar aplicações multi-camada e multi-tenant permitindo ofertas de serviços de computação, redes e storage.

Para se inscrever, acesse este link.

Conteúdo programático:

 

Estrutura do Apache CloudStack

O que faz o Apache CloudStack ser poderoso, massivamente escalonável e a opção mais utilizada por service providers está na estrutura hierárquica da plataforma. O CloudStack contém diversas camadas como Região, Zona de Disponibilidade, Pod e Cluster. Neste tópico, apresentamos cada uma de suas estruturas e demonstramos como é a configuração de uma Zona em uma Região CloudStack.

 

Criação de ofertas de serviços no CloudStack

Durante a criação de uma nova máquina virtual, usuários podem fazer escolhas que são controladas por ofertas de serviço no CloudStack. As ofertas controlam a capacidade de processamento, quantidade de memória, a rede (vLAN), a velocidade e o tamanho dos discos. Neste tópico, demonstramos a criação das ofertas de serviço bem como o workflow de escolha dos recursos para a nova máquina virtual.

 

Isolamento de usuários no CloudStack

O gerenciamento de usuários no CloudStack é organizado em Domínios e Contas. Um caso de uso comum de Domínios é o isolamento por unidades de negócios quando se tratam de nuvens privadas e de clientes quando se tratam de nuvens públicas. Domínios contêm Contas (grupos de usuários) que representam um tenant (por isso o CloudStack é multi-tenant). Os usuários estão relacionados às Contas e compartilham os mesmos recursos.

 

Tipos de rede disponíveis no CloudStack

Apresentação e demonstração dos três tipos de rede disponíveis no CloudStack, iniciando pelo tipo Shared, depois Isolated e por fim VPC (Virtual Private Cloud). Apresentamos cada topologia de maneira lógica em seu funcionamento. Interação com a estrutura de equipamentos externos da Camada 2 e da Camada 3. Integração com equipamentos externos como firewalls, load-balancers, controllers SDN etc.

 

Demonstração do AutoScaling

O recurso AutoScaling permite dimensionar os serviços de back-end ou de aplicações aumentando ou reduzindo a escala automaticamente de acordo com as condições definidas no CloudStack. Com o AutoScaling habilitado, podemos garantir que o número de VMs utilizadas para os serviços expandam quando aumenta a demanda de usuários utilizando o serviço e diminua automaticamente quando a demanda é reduzida. Deste modo, o AutoScaling ajuda a reduzir custos de computação por remover VMs sub-utilizadas de forma transparente e automática lançando novas VMs quando necessário, sem a necessidade de intervenção manual.

 

Uma lista das empresas que já adotam o CloudStack pode ser encontrada neste link: cloudstack.apache.org/users.html

 

Sobre os palestrantes

Marco Sinhoreli é Consultant Manager da ShapeBlue Brasil. Especialista em arquiteturas de cloud computing, liderou a iniciativa de cloud computing na Globo.com e é diretor de tecnologias de nuvens da CSA-BR (Cloud Security Alliance Brazil Chapter). Contribuidor assíduo da comunidade Apache CloudStack, trabalha com Linux e infraestrutura de datacenter há mais de 15 anos e com o Xen desde 2004, quando foi lançado. Também é líder das comunidades CloudStack-BR e Xen-BR.

 

Marcelo Lima é Consultor Sênior na ShapeBlue. Engenheiro de redes, é especialista na construção de nuvens privadas e públicas com larga experiência em ambientes complexos de Data Center no Brasil e no exterior.

Sobre a ShapeBlue

A ShapeBlue é a maior integradora global independente de Apache CloudStack e Citrix CloudPlatform, tendo em sua equipe arquitetos e especialistas em infraestrutura, redes, storage e nuvens CloudStack.